Como criar uma boa campanha de e-mail marketing?

Em 2016, aproximadamente 69,3% dos usuários de internet no Brasil tinham a motivação de enviar ou receber e-mail. Essa estatística se contrapõe a ideia que se propagava há algum tempo, dizendo que o e-mail havia morrido.

De certa forma, quando pensamos nas redes sociais que facilitam a comunicação entre as pessoas e o fazem de forma quase instantânea, o e-mail realmente já não tem o mesmo propósito de quando foi criado.

Se antigamente, em meados de 2005, os usuários de e-mail compartilhavam piadas, fotos, vídeos e notícias para amigos distantes, hoje em dia plataformas como Facebook e Whatsapp são muito mais eficientes.

Ainda assim, os dados que vimos garantem que em 2016 ainda haviam pessoas que acessavam suas caixas de e-mail regularmente. Esse o número tende a crescer para 319.6 bilhões de usuários no final de 2021.

Como parte essencial de uma campanha de marketing, o e-mail pode e deve ser usado para trazer leads e entregar a eles conteúdo de qualidade.

Nesse post falamos tudo sobre marketing digital e como utilizar o conteúdo para conquistar seus consumidores.

Mas como podemos garantir que uma campanha de e-mail seja efetiva quando há tanto spam por aí? Como diferenciar-se das mensagens robóticas enviadas com malwares?

6 dicas de como criar uma boa campanha de e-mail marketing

1 – Não seja um robô

Quanto mais pessoal uma mensagem for, mais dificilmente ela será ignorada e deletada imediatamente. Para diferenciar-se de um spam robótico, uma campanha de e-mail deve ser pensada em cada usuário.

Isso não significa que você deve criar um e-mail para cada pessoa que compartilhar seus dados. Isso seria humanamente impossível, se imaginarmos a quantidade de pessoas que acessam a internet e podem vir a se tornarem leads.

Porém analisar suas estatísticas e criar personas específicas para cada tipo de email é imprescindível. Ao notar que certos usuários não clicam em certos tipos de e-mail, por que não alterar o tipo de mensagem, ou até a cor do fundo?

Uma boa campanha de e-mail marketing é baseada em erros e acertos e, principalmente, na análise dos erros para que não mais aconteçam.

2 – Faça testes

É fácil nos perdermos com uma campanha se não analisarmos os resultados. Esses podem ser em retorno financeiro, cliques ou tempo de acesso, mas sempre nos dizem algo.

Para criar uma boa campanha de emails precisamos fazer muitos testes. Não podemos saber que 60% dos nossos leads preferem emails curtos, por exemplo, se não enviarmos um e-mail longo certa vez e analisarmos esses dados.

Com os dados dessa falha podemos otimizar nossos emails para serem mais curtos e diretos e assim obter resultados mais positivos.

3 – Seja mobile-friendly

Uma pesquisa relatou que a abertura de emails em smartphones aumentou em mais de 80%. Isso significa que se o seu e-mail não for facilmente visualizado em um equipamento móvel, ele muito provavelmente será ignorado.

Garantir que seus emails serão facilmente carregados em qualquer dispositivo é a chave para que seu e-mail seja aberto, lido e compreendido.

Mais uma vez, faça suas análises, faça testes e confie nos seus dados.

4 – Crie títulos incríveis

Essa é, afinal, a primeira coisa que seus leitores verão. De nada adianta você oferecer um conteúdo de qualidade se o título do seu e-mail não refletir isso.

Para isso, faça testes com diferentes títulos de diferentes tamanhos. Observe a taxa de abertura para saber qual título foi mais eficiente. Assim fica mais fácil descobrir o melhor título para sua campanha.

5 – Seja frequente

Mais uma vez, depois de fazer seus testes e entender os melhores dias e horários para enviar seus emails… Envie! Não tenha uma lista de contatos parada, afinal, essas pessoas trocaram seus dados com você em troca de conteúdo.

O importante é não ser frequente demais. Se um lead achar que você está enchendo sua caixa de entrada com emails além da conta, é bem possível que ele acabe se desinscrevendo da sua lista.

Manter a conversa fluindo sem ser um mar de spams é a chave para preservar a sua lista de contatos com pessoas interessadas no seu conteúdo e produto.

6 – Peça feedback

Assim como falamos no item anterior, inscritos acabarão se desinscrevendo da sua lista inevitavelmente. Essa rejeição faz parte, mas utilizá-la como uma forma de crescer e compreender seus erros é o que fará a sua campanha de emails se diferenciar.

Para isso, peça um feedback. Pergunte o motivo e dê opções.

É por muita frequência, o conteúdo não é mais relevante ou o usuário não possui interesse? Com essas respostas fica mais fácil entender os erros e criar melhores campanhas daí para frente.

Esperamos ter ajudado você a entender como criar uma boa campanha de email marketing. Tem alguma dúvida? Deixe um comentário aqui embaixo! Trabalhamos para entregar ótimo conteúdo para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *