Contando histórias por enquadramentos, planos e ângulos

Quando assistimos um filme, a história que vemos está sendo contada de diversas formas. A história propriamente dita, escrita por um roteirista e atuada pelos atores, é apenas uma das muitas maneiras em que a história nos é contada.

O diretor, juntamente com o diretor de fotografia, escolhe enquadramentos, planos e ângulos para as filmagens, de forma que venham a contribuir para a história que está sendo contada.

O enquadramento

Enquadrar uma imagem é basicamente decidir o que entra nela e o que sai. Quando o cinema nasceu e os conceitos de cinema começaram a ser criados, entendeu-se que para uma imagem ser enquadrada, ela dependia de três elementos: o plano, a altura do ângulo e o lado do ângulo.

Para entender o que é o enquadramento, basta entender que ele determina a distância entre a câmera e o objeto que está sendo filmado.

Três tipos básicos de planos são o plano aberto, o plano médio e o plano fechado.

Plano aberto

Plano Aberto
Azul é a cor mais quente, do diretor Abdellatif Kechiche

É um plano de ambientação, onde a câmera está distante do objeto, que ocupa um espaço pequeno no cenário.

Plano médio

Plano Médio
Titanic, do diretor James Cameron

Um plano de posicionamento e movimentação, onde a câmera está a uma distância média do objeto. Ele ocupa uma parte considerável do ambiente, mas não toda.

Plano fechado

Plano fechado
Malévola, do diretor Robert Stromberg

A câmera está bastante próxima do objeto, que ocupa quase todo o cenário. É um plano que demonstra intimidade e expressão.

Apesar de esses três planos terem sido suficientes por um tempo no cinema, eles logo deixaram de ser. Para cenas de luta, por exemplo, nenhum dos três planos pareciam causar exatamente a emoção que o diretor desejava.

Além do mais, na hora de analisar um filme ou planejá-lo, os planos podem ser classificados com maior complexidade.

Plano geral

Plano geral
Taxi driver, do diretor Martin Scorsese

Quase como o plano aberto, é um plano em que o objeto ocupa um pequeno espaço, diferentemente do cenário. É um plano para exteriores ou interiores de grandes proporções.

Plano de conjunto

Plano de conjunto
Pequena Miss Sunshine, do diretor Jonathan Dayton

Uma parte significativa do cenário ainda é revelada, mas nesse caso já é possível reconhecer rostos das pessoas mais próximas da câmera.

Plano inteiro

Plano médio
O diabo veste Prada, do diretor David Frankel

A figura humana é enquadrada por inteiro. Muito bem utilizado no filme de exemplo, para que o telespectador possa ver por completo as roupas da personagem.

Plano americano

Plano americano
Cowboys & Aliens, do diretor Jon Favreau

Figura humana enquadrada do joelho para cima, muito usado em filmes do Velho Oeste.

Meio primeiro plano

Meio primeiro plano
Pulp Fiction, do diretor Quentin Tarantino

Figura humana enquadrada da cintura para cima.

Primeiro plano

Primeiro Plano
Os homens que não amavam as mulheres, do diretor David Fincher

A figura humana é enquadrada do peito para cima. É também chamado de “Close-up” ou “Close”.

Primeiríssimo plano

Primeiríssimo Plano
O Iluminado, do diretor Stanley Kubrick

A figura humana é enquadrada dos ombros para cima.

Plano detalhe

Plano detalhe
O Fabuloso Destino de Amélie Poulein, do diretor Jean-Pierre Jeune

Como o próprio nome diz, é um plano em que a câmera enquadra uma parte do corpo ou do rosto em específico, também usado para enquadrar objetos pequenos como canetas, copos, etc.

Altura do ângulo

Ângulo normal

Ângulo Aberto
O Senhor dos Anéis, do diretor Peter Jackson

A câmera está no nível da pessoa que está sendo filmada.

Plongée

Plongée
Harry Potter e a Ordem da Fênix, do diretor David Yates

Vindo do francês, que significa “mergulho”, é quando a câmera está acima do nível dos olhos, voltada para baixo.

Contra-plongée

Contra Plongée
Bastardos Inglórios, do diretor Quentin Tarantino

A câmera está abaixo do nível dos olhos, voltada para cima. O sentido da palavra francesa seria o do “contra-mergulho”.

Lado do Ângulo

São quatro posições fundamentais quanto ao lado do ângulo:

Frontal

Frontal
Cidade de Deus, dos diretores Fernando Meirelles e Kátia Lund

A câmera está em linha reta com o nariz da pessoa que está sendo filmada.

Ângulo 3/4

ângulo 3/4
Alice no País das Maravilhas, do diretor Tim Burton

Em um ângulo de aproximadamente 45 graus com o nariz da pessoa, a câmera pode ser realizada com muitas variantes.

Perfil

Perfil
Jogos Vorazes – Em chamas, do diretor Gary Ross

Podendo ser feito à esquerda ou à direita, o perfil é quando a câmera forma um ângulo de aproximadamente 90 graus com o nariz da pessoa filmada.

De nuca ou traseiro

Angulo de nuca ou traseiro
O Hobbit, do diretor Peter Jackson

A câmera está em linha reta com a nuca da pessoa que está sendo filmada.

Dificilmente um filme usará apenas um de todos esses planos. Em realidade, para contar uma boa história, um diretor de cinema utiliza diferentes planos, lados e alturas de ângulos para retratar o que quer em cada cena de seu filme.

Dependendo de que enquadramento estará usando, causará uma emoção diferente no telespectador. Assim, contará uma história verdadeiramente emocionante.

Esperamos ter ajudado você a entender melhor sobre enquadramentos, planos e ângulos para contar melhores histórias. Deixe um comentário aqui embaixo com sua opinião ou sugestão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *