12 dicas para diretores de primeira viagem

Dirigir um filme é um grande desafio para diretores experientes, que dirá para os diretores de primeira viagem. Além de parecer algo novo e intimidador, você pode acabar se sentindo perdido e sem saber por onde começar.

O trabalho de um diretor é controlar tudo o que acontece em um filme, além de, literalmente, dar a direção aos eventos de filmagem, atuação e até mesmo música. Por ser um trabalho bastante complexo, é natural buscar dicas para fazer isso da melhor forma possível.

Por isso separamos a seguir 12 dicas para diretores de primeira viagem.

1 – Deixe-se levar pela emoção

Parece um pouco contraditório dar uma dica para que alguém se deixe levar, mas é a mais pura verdade. Como diretor, é o seu trabalho fazer seu telespectador sentir algo. Mas como ele pode sentir se você mesmo não sentiu enquanto produzia o filme?

Por isso quando a câmera começar a filmar, esqueça todo o resto e tente apenas sentir a performance de cada cena. Isso também é uma grande ajuda para mais tarde, na hora da edição.

Tente se aproximar o máximo possível do cinegrafista, para poder sentir o que a câmera está gravando. Assim, a experiência de encontrar a música certa, a cor certa e os cortes necessários já se formam na sua cabeça conforme você vai sentindo as cenas.

2 – Encontre suas keyframes

Um filme nunca será exatamente como está no papel, isso é fato. Ainda que o roteiro seja ótimo e os atores façam exatamente o esperado, você não poderá usar tudo.

Talvez por tempo, tanto para criar quanto para exibir (um filme de 6 horas fica um pouquinho exagerado, né?), ou até mesmo por orçamento, a verdade é que algumas coisas acabarão inevitavelmente ficando de fora.

Por isso escolher suas keyframes é essencial. Literalmente os “quadro-chave”, keyframes são as cenas principais, aquelas que o filme não pode ficar sem.

Quando falamos de encontrar aquela cena essencial que pode cortar outras, é tentar refinar um amontoado de cenas em uma particular, muitas vezes usadas para causar um impacto emocional.

3 – Seu filme será tão bom quanto seus colaboradores

Dirigir um filme também consiste em encontrar uma boa equipe. Isso se aplica aos atores, claro, mas também aos cinegrafistas, roteiristas, músicos, etc.

Encontrar ou criar um ambiente onde cada um pode ajudar com suas habilidades e sentirem-se livres para dar suas opiniões é o que ajudará o seu filme a ser excelente.

A qualidade do seu filme está diretamente relacionada à qualidade da sua equipe.

4 – Tenha um livro de inspirações

Não é obrigatório ter necessariamente um livro, é claro. Mas procure inspirações e leve-a sempre com você.

Essa é uma maneira fácil de mostrar à sua equipe como você quer que a cena funcione. Como quer que seja a luz, a cor, como a atuação deve ser, o posicionamento dos personagens, etc.

Ao mostrar as suas inspirações, as pessoas entenderão muito mais facilmente aquilo que você quer dizer do que se você tivesse simplesmente falado.

Tire muitas fotos, assista muitos filmes, vasculhe a internet por imagens… Encontre inspiração.

5 – Construa o esqueleto do seu filme

Muitas coisas vão mudar conforme as coisas forem acontecendo. Assim como dissemos na dica número 1, conforme você for sentindo que devem mudar, mude!

Porém é também importante saber o esqueleto do seu filme. Pense em tudo. Durante as filmagens, construções de cenário e atuação dos atores, sua equipe perguntará milhares de perguntas e acredite, eles esperam que você tenha essas respostas.

De que cor será a parede do quarto da irmã da personagem principal? Você deveria saber! Por isso pense em todas essas questões antecipadamente, para não ser pego de surpresa.

De qualquer forma, você pode sempre improvisar. Desde que se mantenha fiel ao esqueleto do seu filme.

6 – Ajude os seus atores a construir os personagens

Você provavelmente terá tempo para ensaiar com os seus atores, mas antes mesmo de que eles entrem no set de filmagens e, principalmente, antes mesmo que entrem em cena, você pode ajudá-los a construir seus personagens.

Compartilhe suas ideias iniciais de história dos personagens, fale sobre a família, seus estudos, suas visões de mundo… Isso tudo ajudará seus atores a entrarem no personagem e conseguir visualizá-los melhor.

Ajude-os a se inspirar. Se um de seus atores tem o papel de um acadêmico, dê livros para que ele leia, indique filmes, qualquer coisa que possa ajudá-los a entender como o personagem funciona.

7 – Sempre tenha alguns brinquedos no bolso

Esses brinquedos podem ser bonecos de madeira, normalmente usados para desenho e fotografia, ou na falta deles, até mesmo alguns blocos, como Lego.

Eles ajudam na hora em que os atores não estão disponíveis, ou quando você quer ensaiar alguma cena que não está sendo muito fácil de visualizar somente na sua mente. Fotografe esses brinquedos em diferentes ângulos para visualizá-los melhor.

Isso facilita e muito na hora de colocar aquela tão falada inspiração em prática.

8 – Prepare-se. Depois deixe tudo para trás

Como diretor, você precisa estar muito preparado. É necessário estudar muito, além de praticar e pensar até mesmo durante o sono.

Mas na hora de realmente dirigir, é importante que você deixe todo aquele preparo para trás. Foque no momento. Afinal, como dissemos na nossa primeira dica, o momento revelará diferentes emoções.

Deixar-se levar por uma intuição do momento pode criar uma cena espetacular que preparação nenhuma poderia ter feito.

9 – Entenda o trabalho de cada um

Entender o que cada um na sua equipe faz e pelo que é responsável ajudará você a saber exatamente o que esperar de cada um.

Tente estudar e praticar o máximo de coisas que conseguir, desde o orçamento, elenco, câmeras, som e luz. Assim você conseguirá entender o que pode esperar, além de também saber o limite que cada área tem.

10 – Esteja aberto a ideias, mas proteja sua inspiração inicial

É natural que conforme o filme for sendo gravado e montado, que você receba diferentes ideias. Estar aberto a essas ideias e ouvir o feedback da sua equipe é importantíssimo! Afinal, todos nós já ouvimos a expressão de que duas cabeças pensam melhor do que uma.

Porém jamais se esqueça da sua inspiração inicial. Aquela inspiração que teve um dia e que serviu de pontapé para que o filme pudesse ser feito. É ela que reuniu sua equipe para fazer esse filme, por isso proteja suas inspirações e ideias.

11 – Você dá o tom

Quando você está dirigindo um filme, você é o líder de toda a sua equipe. É para você que eles vão olhar para saber o que fazer.

Por isso mesmo é você quem deve trazer a energia e inspiração para o set. Você deve sempre tentar criar um ambiente onde o seu elenco e equipe de filmagem se sintam livres para ser eles mesmos.

Dê a liberdade para que as pessoas se arrisquem. O resultado de um bom ambiente é, quase sempre, um bom trabalho.

12 – Não modere sua equipe

Quando você se compromete com uma ideia ou inspiração e não abre espaço para que a liberdade criativa da sua equipe flua, você acaba perdendo muita coisa.

Até que chegue o último minuto e você definitivamente precise colocar o pé no chão, não deixe que sua equipe, tanto os atores quanto a equipe de filmagem, sintam-se limitados.

A arte de um filme vem também da arte individual de cada um envolvido na sua produção.

Esperamos que tenha gostado do nosso artigo e que tenha aproveitado nossas dicas. Deixe um comentário aqui embaixo caso tenha alguma dúvida ou queira compartilhar sua opinião. Buscamos sempre trazer conteúdo de qualidade para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *